29.10.07

You are my sweetest downfall.


Perdi’me no teu caminho. A caminhar para ti. |Atrás de ti?|

Perdi’me na procura de uma ponte que unisse as nossas margens. Que te pousasse do lado de cá, que me asilasse no lado de dentro do teu coração, dos teus braços e versos.

Perdi’me a teu caminho.

Deveria ter saído quando pude do atalho nocturno que criei e enfeitei com estrelas e sonhos e fitas coloridas.

Deveria ter parado a canção que na minha cabeça te desenhava em cada nota _sempararsemparar. Distraí’me. _Perdoas’me?

Estou cansado de caminhar, de chorar, de acreditar. Pesam’me tanto as palavras que guardo para ti e que, numa linguagem desconhecida, te digo a toda-toda a hora.

Por isso vou’te deixar. |Voltar para trás ou para a frente?|

É mais fácil pensar que me perdi por cansaço. Que decidi apenas quedar’me sentado numa pedra verde do teu caminho. Ou numa pedra verde do meu caminho parecida com uma que encontrei no teu caminho.

E só assim viverei o resto dos meus dias _espontaneamente.

«You are my sweetest downfall…I loved you first… I loved you first…» _ és, hoje, essa canção da Regina Spektor. |…S-e-m-p-a-r-a-r-s-e-m-p-a-r-a-r…|

Amo’te. (e acho que hoje só planeava dizer’to ao ouvido).

«You are my sweetest downfall
I loved you first… I loved you first
beneath the sheets of paper lies my truth
I have to go… I have to go…»


1 comentário: